A Cirurgia Plástica

A palavra Cirurgia significa ramo da medicina que se propõe curar pelas mãos. Do grego: kheirourgia (kheiros, mão e ergon, obra). O termo cheirourgos é encontrado em autores gregos clássicos designando não só o médico que tratava doenças com as mãos, como também cozinheiros ou tocadores de cítara. Esse termo vem sendo modificado através dos tempos: cirurgien, surgien em francês arcaico e daí surgeon em inglês.

A Cirurgia é a parte do processo terapêutico em que o cirurgião realiza uma intervenção no corpo do paciente. Cirurgia é ciência e arte. Como ciência, tem renovação dinâmica e constante de preceitos e conceitos em função da sua própria evolução. Como arte exige um aprendizado manual, paciente e bem conduzido. Será aprendida mais facilmente por aqueles que nascem com vocação e aptidão específicas, como acontece com todas as artes.

Em épocas passadas a cirurgia era considerada o último recurso aplicável a doentes para os quais não havia mais remédios que lhe restabelecessem a normalidade. Com a evolução dos conhecimentos, a cirurgia passou a ter lugar no tratamento de algumas doenças.

Já a palavra Plástica deriva do nome da palavra grega plastikos, que significa dar forma, modelar e a Cirurgia Plástica é a cirurgia que pode mudar o contorno.

A Cirurgia Plástica é uma especialidade da Cirurgia Geral e tem por objetivo a reconstituição de uma parte do corpo humano por razões médicas ou estéticas. Atua sobre o tegumento, sem deixar de estender o seu campo para estruturas mais profundas, como tecido ósseo, cartilaginoso, gorduroso, etc. Essas abordagens visam não só a restauração da forma e da função, mas também a busca das origens das deformidades.
Repara deformidades físicas, congênitas ou adquiridas por traumas ou envelhecimento. A integração da Cirurgia Plástica com praticamente todas as especialidades cirúrgicas, vieram aumentar e muito as áreas de atuação dos cirurgiões plásticos.

Esta especialidade não se limita a finalidade de um resultado estético no tratamento cirúrgico, mas, sim, a uma abordagem mais ampla de um resultado estético, psicológico e ou funcional. Esses objetivos visam a conduzir ou a reintegrar a sociedade, os portadores de deformidades congênitas, adquiridas ou constitucionais.

Obviamente, a missão do cirurgião plástico vai muito além da parte técnica, para ser a especialidade que mais necessita da estreita relação médico-paciente, uma vez que atuamos com as expectativas das mais diversas, e tendo como missão primordial atentar e enfatizar a beleza interior dos pacientes.

O CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA, usando das atribuições que lhe confere a Lei nº 3.268 de 30 de setembro de 1957, regulamentada pelo Decreto nº 44.045 de 19 de julho de 1958. RESOLUÇÃO CFM Nº 1.621/2001RESOLVE:
Art. 1 – A Cirurgia Plástica é especialidade única, indivisível e como tal deve ser exercida por médicos devidamente qualificados;
Art. 2 – O tratamento pela Cirurgia Plástica constitui ato médico cuja finalidade é trazer benefício à saúde física, psicológica e social do paciente;
Art. 3 – Na Cirurgia Plástica como em qualquer especialidade médica, não se pode prometer resultados ou garantir ou sucesso do tratamento;
Art. 4 – O objetivo ao ato médico na Cirurgia Plástica como em toda a prática médica constitui obrigação de meio e não de fim ou resultado

FORMAÇÃO
A formação completa de um cirurgião plástico exige a residência de dois anos em Cirurgia Geral e posteriormente mais três anos em Cirurgia Plástica. É necessário tanto tempo assim para que seja possível conhecer e praticar cirurgias reparadoras em todo o corpo. Elas são centenas e corrigem os defeitos congênitos e os adquiridos por traumas, queimaduras e defeitos causados pelo tratamento de tumores através de enxertos de pele, ossos, cartilagens, aponeuroses e gordura e da transposição de tecidos e estruturas mais complexas pelo uso de retalhos.

Cirurgia Plástica Reparadora X Cirurgia Plástica Estética
A Cirurgia Plástica Reparadora tem como objetivo corrigir lesões deformantes, defeitos congênitos ou adquiridos. Exemplo: a reconstrução de uma mama após uma mastectomia.

A Cirurgia Plástica Estética é aquela realizada pelo paciente com o objetivo de realizar melhoras à sua aparência. É aquela que é feita em uma estrutura normal, mas que o paciente deseja modificar. A pessoa quando se submete a tal intervenção cirúrgica não a faz com intenção ou propósito de obter alguma melhora em seu estado de saúde, mas sim para melhorar algum aspecto físico que não lhe agrada, por exemplo, o aumento de uma mama pequena com uma prótese de mama. Situações que não lhe causam prejuízo da ordem funcional, mas sim de ordem psicológica. A cirurgia estética começou nos E.U.A. e na Europa no final do século XIX com cirurgias do nariz e orelha. O seu desenvolvimento ocorreu entre 1920 a 1930 na Europa (Paris e Berlin) e nos E.U.A. (New York e Chicago). Atualmente, as duas cirurgias plásticas estéticas mais realizadas no Brasil são a lipoaspiração e a colocação de próteses de silicone nas mamas.

A Cirurgia Plástica é uma das práticas mais antigas da cirurgia, é a mais eclética das especialidades cirúrgicas, pois sua atuação não restringe a um órgão; ao contrário, o cirurgião pode atuar em praticamente em todo corpo humano: crânio, face, pescoço, tronco, mãos. Essa versatilidade exige, por um lado, uma formação vasta com conhecimento extenso da anatomia e fisiologia dos diversos segmentos corpóreos. O Brasil hoje é o segundo país com o maior número de Cirurgias Plásticas ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Hoje, esta especialidade é reconhecida como um dos mais importantes ramos da Medicina atingindo uma elevada significância ao melhorar a qualidade de vida de milhares de pacientes operados. Outro motivo da crescente popularidade da Cirurgia Plástica foi a criação da anestesia cirúrgica, que tornou os procedimentos mais seguros e menos dolorosos.

A crescente complexidade dessa Especialidade induziu-a a ramificar-se em várias outras subespecialidades, oferecendo uma variedade de procedimentos aos pacientes interessados. A evolução contínua desta área permitiu a milhões de pessoas se beneficiarem dos procedimentos, tanto físico como psicologicamente. Os profissionais dessa área trabalham completamente integrados à comunidade médica e em colaboração com outros especialistas. A soma de conhecimentos entre as várias especialidades e a experiência técnica específica é fundamental não só no tratamento de certas patologias como também na obtenção de melhores resultados.

A Cirurgia Plástica não para de evoluir e atualmente com o advento das inovações técnicas oferece uma variedade de procedimentos aos pacientes interessados e a chegada da era das células tronco abre um novo horizonte para o rejuvenescimento e principalmente para a cirurgia plástica reconstrutiva.
 

Conheça a História da Cirurgia Plástica

Conheça a Divina Proporção
 
Rio de Janeiro - RJ
Shopping Nova América
Av. Pastor Martin Luter King Jr, 126 - Office Torre 1000 - Sala 120 - Del Castilho
Telefone: (21) 96493-5440 / (21) 3627-1576
Cabo Frio - RJ
Avenida Julia Kubitschek, 16 - Sala 213 - Premier Center - Parque Riviera
Telefone: (22) 2648-1615 / (22) 99772-9001
Rio das Ostras - RJ
Clínica Mais - R. Mayer, 368 - Centro
Telefone: (22) 2648-1615 / (22) 99772-9001
Desenvolvimento Digital Net